Jogo de Cintura

Fevereiro 26, 2010

Desde a final do Euro2004 que ficámos com um sabor amargo na boca quando se pronuncia a palavra “Grécia”, fruto do fanatismo dos Portugueses pelo futebol. No entanto acredito que a situação actual da Grécia muito nos irá ajudar nos próximos tempos. A situação catastrófica das contas públicas Gregas não foi prevista pelos mercados internacionais e levou à perda de muito dinheiro em investimentos, fundos e outras aplicações financeiras. Neste contexto vieram as agências de rating fazer o seu trabalho, ao avaliar o nível de risco dos mercados e nomeadamente dos países (Portugal, Espanha e outros). O alarmismo das agências de rating nos últimos tempos em muito favorece Portugal, visto que com o défice em 9 a 10% e o nível de poupança inexistente que leva o país a endividar-se constantemente na banca internacional faz com que a situação esteja efectivamente alarmante.

Alguns afirmam que os outros países da UE também apresentam valores de défices nesta ordem ou superior e como tal a situação é idêntica para todos e não compreendem o tal alarmismo das agências de rating só para Portugal! A grande diferença nesta comparação com outros países da UE corresponde ao nível de poupança que o país consegue ter e como tal a opção de endividamento na banca ou por outro lado usar a sua poupança para fazer face ao seu défice. Em Portugal não temos opção, temos de ir à banca!

A verdade é que as agências de rating preferem ameaçar agora com a possibilidade do nível de risco de Portugal aumentar porque apercebem-se que caminhamos no mesmo sentido da Grécia e assim ainda permitem a Portugal usar os seus mecanismos para inverter a situação para que não cheguemos ao “Limiar Grego” em 2 anos.

O que é engraçado e preocupa toda a comunidade decisora de Portugal é que as agências de rating ao aumentarem o risco de Portugal fazem com que Portugal contratualize empréstimos mais caros para financiar a sua dívida sobrecarregando cada vez mais as contas públicas, no entanto estes têm um papel fundamental em pressionar as contas públicas e prever uma calamidade à boa moda da Grécia antiga e da mais recente também!

Toda a gente previu uma vitória contra a Grécia no Euro2004 e foi um valente balde de água fria, no entanto, nesta nova competição de ver quem consegue sobreviver à crise temos tudo para dar 5 a 0 aos N/ congéneres mediterrâneos Gregos!

Tiago Nascimento

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: