O jogo

Novembro 24, 2010

Num mundo globalizado, em permanente movimento, somos confrontados com um novo desafio: mantermo-nos dentro do jogo, dentro dos acontecimentos, gerindo expectativas e arriscando!

Ao assumir riscos tornamo-nos os actores principais da aventura desta “vida líquida” (na definição de Bauman), determinada por condições de incerteza.

Eu assumi um risco, ou melhor, vários riscos, num ano de incertezas (uma nova cidade, um novo projecto, um novo trabalho); esta assunção de riscos implica necessariamente a gestão de expectativas, profissionais e pessoais, que me permitirá, em última análise, lidar com a possibilidade do erro e uma necessária mudança de estratégia.

O objectivo será sempre um: contrariar a precariedade social que teima em persistir na nossa sociedade, nas nossas vidas pessoais, e ser agente da mudança!

Acredito que devemos ser agentes de mudança dos diferentes grupos que integramos (família, amigos, equipas de trabalho, organizações), inspirando a solidariedade, sensibilidade, tolerância ou cooperação, uma vez que esses grupos nos sustentam na adversidade e onde nos definimos.

Em suma, na construção das nossas narrativas de vida individuais, os desafios que se apresentam constituem mais do que tudo uma possibilidade: de auto-reflexão, de crescimento e de melhoria!

Melanie Morais

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: