Arriscar…

Março 14, 2011

Arriscar… Pedimos a todos os nossos colaboradores que escrevam! Este pedido dirige-se a temas possíveis nos “destaques” do site e no nosso blog “C4G Coffee”.

O C4G Coffee é um espaço descontraído onde se pretende discutir aquelas pequenas coisas…

… que nos tocam,

… nos fazem pensar,

e que, muitas vezes estão do lado esquerdo do politicamente correcto!

Pedimos a todos os nossos colaboradores que escrevam!

Pretendemos, assim, estimular o gosto pela escrita, pela compreensão e opinião sobre a vida e os seus factos!

Chegou-me um artigo que dizia “arriscar…” de uma colega nossa espanhola e que veio de El Puerto de Santa Maria e que se encontra a estagiar na empresa!

A principio tivemos alguma relutância em o publicar!

Não possuía aqueles conteúdos académicos que suportam os maremotos do pensamento de gestão!

No entanto tinha um senão…

O artigo é um testemunho. E como testemunho é forte, tem personalidade e direcção… !

De alguém que suporta um maremoto de pensamento de gestão (pessoal) e que arrisca noutro país e cultura para empreender em novos caminhos de vida! Simples e convido-os a ler!

Manuel Nascimento

Anúncios

Arrisco

Março 14, 2011

Tudo nesta vida consiste em arriscar.

Mal ou bem, arriscar é um dos principais desafios da nossa vida. Todas as decisões que temos que tomar têm os seus riscos e vantagens e não os conseguimos controlar como gostaríamos, para poder evitá-los.

Sim, falamos sobre Empreendedorismo, sabemos que um emprendedor que está disposto a abrir uma empresa tem que saber, à partida, quais são os prós e contras para ter a certeza se a sua empresa irá resultar ou não. O emprendedor, para conseguir tudo o que pretende, tem que arriscar, tanto na sua vida pessoal como na sua vida profissional.

Como eu gosto de arriscar, estou agora a escrever este artigo para C4G e há um provérbio na minha terra, que diz: “Quién no arriesga, no gana” (Quem não arrisca, não ganha).

Elizabeth Suarez

O jogo

Novembro 24, 2010

Num mundo globalizado, em permanente movimento, somos confrontados com um novo desafio: mantermo-nos dentro do jogo, dentro dos acontecimentos, gerindo expectativas e arriscando!

Ao assumir riscos tornamo-nos os actores principais da aventura desta “vida líquida” (na definição de Bauman), determinada por condições de incerteza.

Eu assumi um risco, ou melhor, vários riscos, num ano de incertezas (uma nova cidade, um novo projecto, um novo trabalho); esta assunção de riscos implica necessariamente a gestão de expectativas, profissionais e pessoais, que me permitirá, em última análise, lidar com a possibilidade do erro e uma necessária mudança de estratégia.

O objectivo será sempre um: contrariar a precariedade social que teima em persistir na nossa sociedade, nas nossas vidas pessoais, e ser agente da mudança!

Acredito que devemos ser agentes de mudança dos diferentes grupos que integramos (família, amigos, equipas de trabalho, organizações), inspirando a solidariedade, sensibilidade, tolerância ou cooperação, uma vez que esses grupos nos sustentam na adversidade e onde nos definimos.

Em suma, na construção das nossas narrativas de vida individuais, os desafios que se apresentam constituem mais do que tudo uma possibilidade: de auto-reflexão, de crescimento e de melhoria!

Melanie Morais

“O único homem que está isento de erros, é aquele que não arrisca acertar.”

Albert Einstein

Arriscar é uma palavra poderosa! É engraçado como uma palavra tão pequena e singela tem tantos significados por trás dela.

Arriscar – é assustador

Arriscar – é medonho

Arriscar – é corajoso

Arriscar – é forte

Arriscar – é loucura

Bem, por mim continuava aqui a escrever um rol de significados que podem existir por trás desta pequena palavra. Mas para isso, mais valia abrir o dicionário e despejar uma série de nomes “giros” para aqui e está feito!

Mas não era esse o meu objectivo quando iniciei esta pequena conversa. A questão aqui não está nos significados que podem existir ou não por trás da palavra Arriscar.

O importante aqui é o significado que nós, cada um de nós, como seres individuais dá à palavra Arriscar.

Para mim, Arriscar, é uma palavra forte, segura e medonha ao mesmo tempo. Por vezes é necessário muita coragem para arriscar, mas é uma coragem positiva, não devemos ter medo disso. Compreendo que por vezes é mais fácil sentarmo-nos e ficar a ver a vida passar, e… Arriscar para quê? Não vale a pena…Faço amanhã…

Nnnaaaaaaaaaaaaaaaaaa… Não façamos isso. Temos de arriscar! Experimentar novas coisas!

Já dizia o ditado: “Quem não arrisca não petisca!”… E quem não gosta de um bom petisco?

Inês Santos