O que Drucker faria

Dezembro 23, 2009

Que confusão! O que é que Drucker diria?

No centenário do nascimento de Peter Drucker (19-11-1909) Rosabeth Moss Kanter, escreve na Harvard Business Review, acerca da contínua relevância de Drucker e o que é que este diria acerca desta confusão económica e financeira que vivemos nos dias de hoje. No dia de hoje vou transpor grande parte deste artigo, porque muitas das vezes esquecemos o que os nossos professores nos dizem.

Rosabeth questiona-se sobre o primeiro pensamento de Drucker acerca desta turbulência.

EU AVISEI-OS!” diria Drucker!

E estaria no seu direito. Drucker analisa o contexto e as organizações, percebendo os momentos e os acontecimentos que ele próprio considera as descontinuidades.

Face a sinais de dificuldades ir-nos-ia dizer “Olhem para os vossos sistemas em que assentam as V. organizações”.

Geralmente, Drucker não aponta para as pessoas, mas sim para o desenho da organização. Ele iria recordar-nos acerca do papel dos executivos para desafiar o desenho face às finalidades das organizações que lideram.
Colocaria questões do tipo:

“Qual a sua Missão?”;
“Quais são os limites? (o que não deve fazer);
“ Em que é que as acções de curto prazo colocam em causa a eficácia das orientações de médio e longo prazo?”;
“Quais são os seus objectivos e os princípios que os guiam?”

E esta, hein?!

Anúncios