Arrisco

Março 14, 2011

Tudo nesta vida consiste em arriscar.

Mal ou bem, arriscar é um dos principais desafios da nossa vida. Todas as decisões que temos que tomar têm os seus riscos e vantagens e não os conseguimos controlar como gostaríamos, para poder evitá-los.

Sim, falamos sobre Empreendedorismo, sabemos que um emprendedor que está disposto a abrir uma empresa tem que saber, à partida, quais são os prós e contras para ter a certeza se a sua empresa irá resultar ou não. O emprendedor, para conseguir tudo o que pretende, tem que arriscar, tanto na sua vida pessoal como na sua vida profissional.

Como eu gosto de arriscar, estou agora a escrever este artigo para C4G e há um provérbio na minha terra, que diz: “Quién no arriesga, no gana” (Quem não arrisca, não ganha).

Elizabeth Suarez

Anúncios

Hoje em dia ouve-se falar muito de empreendedorismo e inovação. Todos querem ser empreendedores e inovadores, mas será que sabemos ao certo o que isso significa? Será que qualquer um o pode ser? Ou só queremos ser porque é “giro” e está na moda?

Para mim, uma pessoa empreendedora é alguém inovador e original que possui as capacidades certas para modificar qualquer área do conhecimento humano. É uma pessoa que com o seu conhecimento e força de vontade consegue construir algo que não existia.

Portanto, no meu entender, qualquer um pode ser empreendedor, mas temos de ter uma coisa em conta, não é fácil e dá trabalho! É preciso mesmo querer e gostar do que fazemos, e isso nem sempre é fácil. E claro, a originalidade e inovação ajudam na criação de qualquer coisa.

Deixo aqui alguns truques para quem quer empreender.

“5″ truques para Empreender:

1. Ter uma boa ideia!

Antes de qualquer coisa, desenvolva uma boa ideia, uma ideia inovadora e, por favor, acredite nela com paixão. Não espere que a sua ideia vire uma oportunidade nas mãos de outra pessoa. Muito além do plano de negócio, o empreendedor é um criador de ideias que lançadas ao mercado têm a possibilidade de gerar oportunidades reais e duradouras. Não é o dinheiro ou o tino comercial que vai fazer o sucesso de alguém que começa um negócio próprio. Mas sim, aquela vontade de ser livre, a motivação de ser o criador de seu destino, a independência financeira, e a felicidade de contemplar o seu sonho sendo realizado.

2. Comece com poucas dívidas e aprenda com os erros.

O importante é aprender com os erros no início da jornada empreendedora, e não tenha medo de falhar, pois o empreendedor necessita de perceber melhor o sector e o produto.

3. Foco no negócio.

No início é fundamental focar a sua actividade principal, naquela actividade que lhe é bastante peculiar. Fuja da aventura de um negócio ainda desconhecido. Coloque todos os ovos no mesmo cesto e tome conta do cesto.

4. Experiência profissional.

Naturalmente que a maioria dos jovens empreendedores e iniciantes, são pessoas que trabalham por algum tempo como funcionários e depois saem para montar o seu próprio negócio. A experiência profissional e o conhecimento do sector ajudam muito na hora de empreender.

5. Crie um negócio sustentável.

A sustentabilidade e crescimento económico devem caminhar juntos. O seu empreendimento pode ser “verde”, desde uma pousada de luxo a um restaurante de comida a quilo. Uma empresa criativa usa da imaginação para criar um novo modelo de negócio, com a promessa de liderança, de funcionários educados e conscientes, motivados e integrados às decisões de sustentabilidade. Para saber qual o negócio que é sustentável, o ideal é determinar quais são os principais impactos dos seus produtos, e depois analisar todo o seu ciclo de vida e de produção.

Fonte: clique aqui

Inês Santos