Uma lição de recomeço

Março 8, 2010

Naquela manha de sábado, ao ouvir as notícias sobre o que se estava a passar na Madeira, a preocupação começou a avolumar entre contornos indefinidos e tenebrosos.

O telemóvel chamava pelos amigos naquela ilha de brilho e de flores.

A tarde veio trazer a noite, fria e dolorosa.

Na manhã seguinte entre escombros e solidariedade, o nosso colectivo inventou emoções e o Luís Jardim deu-nos a conhecer esta canção…

Sintam, vejam, cheirem este filme que um grande amigo madeirense me enviou.

Para nós representa a capacidade que a raça humana tem em lidar com toda a natureza.

O que esta tem de bom e nos exalta e o que nos atormenta e nos faz sofrer!

Neste aparente paradoxo os acontecimentos indesejáveis possuem uma capacidade de retomar todos os grandes valores da nossa sociedade portuguesa e mover numa enorme vontade de renovação, de melhoria e de aprofundamento das relações. Apesar de todo o sofrimento…!

Como o meu amigo madeirense me dizia:

“Veja este filme e diga-me se não é LINDO!”

É MARAVILHOSO. Respondi eu!

Manuel Nascimento